CategoriesDecoração Dicas Reforma

Como aproveitar o corredor

O corredor, para muitos, é visto apenas como local de passagem no imóvel. Mas, sabendo aproveitá-lo bem, é possível torná-lo um ambiente útil e funcional. Medida que pode ajudar a ampliar espaços, importante principalmente para imóveis pequenos. Além disso, esta parte também pode receber uma decoração e, desta forma, transformar o local que interliga os ambientes em um espaço bonito e atrativo. Saiba como aproveitar o corredor de casa. 

A utilidade que se pode dar ao corredor vai depender do tamanho dele e da largura, mas existem muitas possibilidades a serem adotadas para o espaço. “Se o corredor for muito grande, dá para usar duas passadeiras porque diminui a longitude dele”, sugere a arquiteta Camila Corradi, do escritório Corradi Mello. 

Corredor é um espaço da casa que pode ser utilizado de diversas formas
Corredor é um espaço da casa que pode ser utilizado de diversas formas

Outro recurso que pode ser adotado é a utilização de imagens na parede, que tem função para além da beleza do espaço. “Pode usar fotos ou gravuras, uma montagem bonita para dar uma quebrada no comprimento e também na frieza do espaço”, afirma a designer de interiores Thatiana Mello, do mesmo escritório. As fotografias ainda podem criar ao longo do caminho entre os ambientes da casa uma viagem no tempo com boas recordações. “Principalmente se forem fotos familiares, uma linha do tempo da família. Viagens também são relevantes”, acrescenta. 

Passadeiras diminuem a longitude do corredor e fotos na parede mostram uma viagem no tempo  na passagem de uma ambiente para outro - Foto: Evelyn Muller
Passadeiras diminuem a longitude e fotos na parede mostram uma viagem no tempo na passagem de uma ambiente para outro – Foto: Evelyn Muller

O corredor pode ser um ambiente bastante útil para ser aproveitado e que pode ajudar a ampliar o espaço dentro de casa. Por isso, esse recurso se torna importante para apartamentos pequenos, que qualquer metro quadrado pode fazer a diferença. “Armários, por exemplo, são super bem vindos. Para isso, é necessário que o corredor tenha largura suficiente porque acaba transformando uma área de transição em algo útil, servindo para guardar roupas de cama e toalhas, por exemplo. Mas nem sempre são viáveis por conta do espaço disponível”, explica a arquiteta Camila Corradi. 

Caso o corredor tenha largura, armários são bem vindos ao longo do espaço
Caso o corredor tenha largura, armários são bem vindos ao longo do espaço

Para embelezar esta parte da casa e deixar o caminho de passagem ainda mais interessante, outros recursos também estão à disposição do ambiente. Neste caso, é preciso não ter receio de ousar e apostar em elementos que vão garantir um diferencial ou em cores. “Espelhos e cores, com certeza, podem ser adotados. O papel de parede também é válido, assim como a iluminação. Gostamos de usar uma iluminação diferente no teto. Além disso, dependendo da largura, se for grande, dá para aproveitar com o uso de bancos e armários, por exemplo”, conclui a designer de interiores Thatiana Mello. 

Fonte: Zap Imoveis

CategoriesDecoração Dicas Reforma

Conheça a diferença entre móveis planejados, sob medida, modulados e seriados

Escolher armários para a casa não é fácil. Sejam para a cozinha, área de serviço, banheiro ou quarto, há muita variedade, o que dificulta a decisão. Além das cores e estilos, é preciso ficar atento ao tipo de material e aos acabamentos. Acredite, um puxador ou um trilho de gaveta bem colocados fazem diferença. Por isso, móveis planejados são opções interessantes.

A arquiteta Karina Alonso, da SCA Jardim Europa, explica que, além da madeira maciça (muito rara atualmente), os móveis podem ser feitos de MDP (aglomerado de madeira) ou MDF (placa de fibra de média densidade). Com eles é possível fazer de tudo: armários, nichos, prateleiras. Além de revestir com diferentes cores. 

Abaixo, a arquiteta Cristiane Schiavoni explica as diferenças:

Móveis Seriados

São os mais populares, expostos em grandes redes varejistas e não são considerados móveis planejados. “São as peças prontas que vemos nas propagandas, já montadas, produzidas em larga escala. A pessoa compra aquele kit e instala na sua casa”, explica Cristiane. São os mais baratos. O lado ruim é que eles não têm muita durabilidade e costumam ser pouco profundos, com espaço de armazenamento menor. Além disso, o tamanho é único, aquele que está na loja.

Tipo de guarda-roupa seriado, produzido em larga escala em loja de móveis
Tipo de guarda-roupa seriado, produzido em larga escala em loja de móveis

Móveis modulados

São produzidos em módulos que podem ser comprados separadamente e instalados da forma que ficar melhor no ambiente. Há mais liberdade para compor do que os móveis seriados, com custo um pouco maior. “O grande pró é a rapidez, porque essas peças já estão prontas na loja ou em produção rápida. O contra é que nem sempre se consegue aproveitar todo o espaço”, diz a arquiteta. 

Móveis Planejados

Os móveis planejados são feitos por projetistas em empresas especializadas, que tiram as medidas do espaço e fazem a compatibilização com os eletrodomésticos. “Com o planejado a diferença de custo é maior, pois envolve a marca e diferenciais, como materiais e acabamentos. É muito difícil do consumidor fazer o próprio projeto e com uma companhia de móveis planejados ele consegue esse atendimento”, detalha ela. Essas empresas, porém, trabalham com medidas pré-definidas e acabamentos e cores restritos ao que é tendência no mercado.

Conheça a diferença entre móveis planejados, sob medida, modulados e seriados
Guarda-roupa planejado para o quarto – Foto: Mariana Orsi – SCA Jardim Europa

Móveis Sob Medida

São feitos por marceneiros e produzidos totalmente de acordo com o que o cliente quer: medidas, acabamentos, cores, materiais. Por isso, costumam ser mais caros. “O resultado depende basicamente da mão do executor, por isso preço e qualidade podem variar demais no mercado”. 

Cozinha feita com móveis sob medida - Foto: Foto: Mariana Orsi - SCA Jardim Europa
Cozinha feita com móveis sob medida – Foto: Foto: Mariana Orsi – SCA Jardim Europa

Fonte: Zap Imoveis
CategoriesDicas Reforma

Entenda os cuidados para derrubar paredes durante reformas

Você vai fazer aquela reforma que tanto sonhou e logo pensa em derrubar paredes para dar mais espaço ao apartamento. Uma cozinha americana, por exemplo, cairia bem para dar modernidade à casa. Ou juntar aquele banheiro da área de serviço com o quarto do casal e fazer uma suíte. Ninguém quer que você desanime, mas saiba: não se pode derrubar paredes sem a análise criteriosa de um engenheiro. 

“É comum a solicitação de integração da cozinha à sala, no modelo americana. Para que essa alteração seja feita, é importante verificar se essa parede entre a cozinha e a sala tem a função só de vedação (vedar os ambientes de um lado para o outro), ou se tem função estrutural, quando suporta peso do andar superior”, explica o engenheiro civil Gustavo Sant’Ana de Castro, da Rocca Engenharia. 

Entenda os cuidados para derrubar paredes durante reformas
Modelo de cozinha americana, onde não há parede dividindo a cozinha da sala

A arquiteta Kivia Costa, do escritório CLS Arquitetura, detalha que quando a estrutura da casa ou apartamento é em alvenaria autoportante, ou seja, a parede é o apoio para a laje, deve-se ter mais cautela. “Já em estrutura de pilares e vigas, as paredes podem ser removidas, pois são somente vedação do espaço. É importante contratar um engenheiro para fazer essa análise”.  

Kivia destaca que para derrubar paredes internas é necessário acompanhamento de um engenheiro e da emissão de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) feita por ele. De acordo com a Norma Técnica Brasileira (NBR) 16.280, todas as modificações que exigem demolições precisam ser acompanhadas e assinadas por um profissional capacitado. 

Gustavo Castro lembra, ainda, que toda alteração que envolve demolição ou modificação de paredes, por lei, é obrigatória a aprovação na prefeitura. O termo usado é modificação sem alteração de área e geralmente o projeto novo deve ser submetido ao órgão municipal. Então, consulte a prefeitura da sua cidade sobre o procedimento.  

Como saber se pode derrubar paredes 

Para verificar se as paredes têm função de estrutura e recebem peso do andar superior, é preciso consultar o projeto estrutural elaborado e ou manual do proprietário, que mostra o sistema construtivo adotado no imóvel. Caso não tenha essas informações, o síndico pode ajudar. 

Entenda os cuidados para derrubar paredes durante reformas
Consultar o projeto estrutural é necessário antes de derrubar paredes

“Outra possibilidade é vistoriar o local. A gente consegue fazer pequenos cortes para tirar o reboco da parede e checar se ela é estrutural. Sempre antes do planejamento da obra e elaboração do projeto com o arquiteto, é bom procurar essas informações. Sem elas, as expectativas podem ser frustradas”, diz o engenheiro. 

 

Fonte: Zap Imoveis

CategoriesDecoração Dicas Reforma

Backsplash na cozinha: beleza e funcionalidade para o ambiente

Algo que passava despercebido nas cozinhas mais antigas, hoje faz toda a diferença: o revestimento que fica atrás da pia ou do fogão, conhecido como backsplash ou rodabanca. Mais do que proteger a parede de gordura e umidade, ele ganhou destaque na decoração. Hoje o backsplash na cozinha traduz a personalidade do morador, por isso o tipo de material e as cores são escolhidos com cuidado.  

Backsplash na cozinha: beleza e funcionalidade para o ambiente
Modelo de backsplash na cozinha – Foto: Nathalie Art

As arquitetas Claudia Yamada e Monike Lafuente, do Studio Tan-Gram, explicam que o backsplash na cozinha ajuda na maior durabilidade da parede, além de ser mais fácil de limpar do que as somente com pintura. O ideal, segundo as profissionais, é escolher revestimentos pouco porosos, pois eles não absorvem substâncias, como produtos de limpeza e alimentos, e não mancham com tanta facilidade.  

“Os mais indicados são as cerâmicas, porcelanatos e ladrilhos hidráulicos, especialmente os modelos com juntas pequenas e que necessitam de menos rejunte. O backsplash pode ser o destaque do ambiente. É possível brincar com cores, texturas, formatos e paginações diferenciadas”, explica Claudia.  

Opções são variadas, mas existem tendências

Uma boa opção é apostar em revestimentos que relembram os tijolinhos de metrô. Revestimentos geométricos ou estampados, como os ladrilhos hidráulicos, também são tendência e apostas certeiras, diz Monike. “Não existe regra na hora de escolher o backsplash. Tudo depende do lifestyle de quem mora e do estilo de todo o projeto”. 

Backsplash na cozinha: beleza e funcionalidade para o ambiente
O tipo de backsplash escolhido vai depender do estilo de vida do morador e do projeto escolhido – Foto: Studio Tangram

“Para valorizar ainda mais, é possível apostar em uma iluminação direcionada, ampliando o destaque da parede. Apesar de não existir regra na hora da escolha, é importante que o backsplash na cozinha harmonize com o restante do projeto”. 

Não é preciso uma enorme reforma para optar pelo backsplash. “Ele moderniza o espaço sem a necessidade de uma grande obra. E também é uma opção econômica, pois permite revestir apenas uma área específica da parede”, ressalta Claudia. 

 

Fonte: Revista ZAP

CategoriesDecoração Dicas Reforma

Como escolher a pedra de granito para as pias da casa

Material ainda é o mais procurado para banheiros e cozinhas pela resistência e durabilidade.

 

Branco, azul, verde, marrom, cinza, vermelho ou o tradicional preto, um dos mais procurados. A pedra de granito para as pias da cozinha e do banheiro ainda é a principal escolha de quem está reformando a casa. Além de encontrar facilmente em qualquer marmoraria, o granito tem preço mais acessível que seus concorrentes (como mármore e silestone) e durabilidade grande.  

Trata-se de uma rocha natural, composta pelos minerais quartzo, feldspato e mica. A pedra de granito para as pias tem uma impermeabilização natural muito boa. A quantidade de grãos e pontinhos depende não só da cor: como é encontrado na natureza, os tons da mesma costumam variar de uma leva para a outra. 

pedra de granito para as pias
É possível encontrar diversos modelos para deixar a sua casa ainda mais bonita (Foto: Shutterstock)

“O granito é uma das pedras mais resistentes e duráveis. Por ser menos poroso, fica menos suscetível às manchas, riscos e aos agentes químicos, o que o torna uma melhor opção também para pisos, bancadas de cozinha e áreas afins, como varanda gourmet”, diz a designer de interiores Ana Weege. 

Para Ana, na hora de escolher é preciso levar em conta o lote da pedra, notar se existem manchas de ferrugem ou outras imperfeições. 

Preste atenção nos detalhes para acertar 

arquiteta Raquel Furlan, do Studio 184orienta quem está na fase de escolha a pensar nas cores e no acabamento final – se rústico, acetinado ou polidoSegundo ela, escolher tons mais claros ou escuros depende do gosto de cada um. 

Os mais claros dão uma ideia de maior luxo e os mais escuros de mais intimidade, futurismo e contemporaneidade. Hoje os mais utilizados estão entre os tons de cinza. As cores precisam seguir harmonia do ambiente. Se for um espaço com revestimentos claros, podemos usar pedras mais escuras e vice-versa”. 

pedra de granito para as pias
A combinação de móveis claros com pedras pretas é uma ótima escolha (Foto: Shutterstock)

Especialista em polimento de pedras, Bruno Lima, da empresa Grand Polishlembra que quando se trata de cozinha, o uso de muitos produtos pode manchar com mais facilidade as pedras de tons mais claros, como um branco polar, por exemplo.  

Qualquer tipo de pedra ornamental é propenso a manchas, como de óleo, café, refrigerantes e vinhos. Quando a escolha for tom claro, vale a pena fazer uma boa impermeabilização do material para melhor proteção. Por esse motivo, é comum o uso dos tons pretos”, diz.  

Cuidados na conservação da sua pia 

Lima explica que a corrosão do granito é muito mais lenta se comparado a um mármore, por exemplo. “É um material para a vida toda, pois existe a opção de polir e recuperar seu aspecto, sem a necessidade de quebrar para trocar”. 

pedra de granito
Pedra de granito clara (Foto: Shutterstock)

O especialista ressalta que para conservar bem e evitar manchas na pedra de granito para as pias nunca se deve usar produtos corrosivos para a limpeza, como água sanitária, sabão em pó ou limpador de pedras.  

“Somente detergente neutro e álcool para manutenção. Caso caia café, vinho, óleos ou refrigerantes, limpar imediatamente. Esses são os vilões para manchar a pedra. E quando achar necessário, fazer impermeabilização do material para evitar manchas”, afirma Lima.  

Fonte:ZAP

 

CategoriesDicas Reforma

Veja como planejar reforma de apartamento

Diminua a chance de dor de cabeça com contratempos detalhando antes tudo o que pretende fazer no imóvel 

 

Já sabe que reformar um imóvel é um teste de paciência? Calma, não seja pessimistaPlanejar reforma de apartamento é a melhor maneira de diminuir as intercorrências, que podem acontecer, claro. Contratar um arquiteto ou empreiteiro é uma das medidas que ajudam, já que com alguém no comando você não precisa orientar pedreiro, encanador, eletricista, pintor. 

Obviamente existem questões que só o dono do imóvel pode resolver, como pesquisar e comprar os materiais, escolher os tipos de pisos e revestimentos, tintas etc. Ah, se está pensando em fazer alguma mudança estrutural, é bom ter a planta do imóvel em mãos. Caso não ache, pesquise o projeto arquitetônico na prefeitura da sua cidade.  

planejar reforma de apartamento
Antes de quebrar, é importante se planejar para evitar sérios problemas 

“A planta é fundamental. A partir dela será criado e desenvolvido todo o projeto. Uma obra sem planta já começa errada. Ela é o ponto de partida. A primeira coisa que um arquiteto faz é a conferência dos ambientes através da planta”, diz a arquiteta Fernanda Andrade. 

arquiteto Fernando Lima explica que ao planejar reforma de apartamento se faz um levantamento de custos e cronograma da obra. “O cliente precisa pensar em como essa reforma vai interferir no seu dia a dia. Se ele vai conseguir morar na casa durante os trabalhos ou  se terá que conseguir uma moradia temporária”, orienta o arquiteto. 

Segundo Lima, a revisão das partes elétrica e hidráulica é básica em uma reforma. Se o imóvel estiver muito velho, vale a pena investir numa nova fiação, o mesmo para a parte hidráulica. Senão, você muda o revestimento no banheiro e pouco depois tem um vazamento. Para não ter retrabalho, é interessante esse cuidado”.  

planejar reforma de apartamento
A revisão das partes elétrica e hidráulica é básica em uma reforma 

Escolha dos materiais 

Na hora de escolher o que comprar, Fernanda ressalta que é preciso atenção à qualidade, funcionalidade e estética. Além de confirmar se os materiais estão dentro das normas técnicas. Por exemplo, você não pode escolher um piso polido para os banheiros, costumo dar preferência aos acetinados. É muito importante que cada produto esteja alinhado com seu uso”.  

Já Fernando lembra que fiação e tubulação devem ser boas, porque é o que vai ficar mais tempo. É importante também escolher material de acordo com a tipologia já existente no local. Não é todo lugar que você vai conseguir, por exemplo, fazer uma estrutura de drywall (gesso)”.  

Para o profissional, pensar bem e planejar reforma de apartamento significa menos gasto. “Com um cronograma, a gente consegue executar a obra num espaço menor de tempo. Menos tempo de obra é menos dinheiro desperdiçado. O projeto também evita imprevistos, que se aparecem no meio da obra podem aumentar o custo”. 

planejar reforma de apartamento
Reforma com planejamento garante o melhor resultado 

Fernanda concorda. “Ao planejar conseguimos definir prioridades. Isso permite adequar a reforma ao orçamento. Uma obra planejada tem tudo para caminhar perfeitamente”. Para a arquiteta, ter um profissional habilitado nessa orientação faz toda diferença.  

O arquiteto concilia o mobiliário com revestimentos, iluminação, posições de tomadas, condicionamento acústico, climatização, texturas, cores. Ele faz um planejamento global do espaço. Pensa em praticidade, conforto, funcionalidade, beleza, durabilidade, ergonomia e segurança. E orienta o projeto para ficar dentro do orçamento do cliente”.

Fonte: Zap

CategoriesDicas Reforma

6 reality shows sobre o lar com casas curiosas para assistir na Netflix

 

Os reality shows sobre o lar são cada vez mais populares. Na Netflix, aplicativo de streaming de filmes e séries, dá para encontrar uma variedade de programas sobre casas curiosas e inspiradoras. Os reality shows mostram de casas pequenas até mansões. São episódios e mais episódios de espaços diferentes que podem servir de referência para aquela reforma que você está pretendendo fazer ou até mesmo aquela casa que você tanto sonha em construir. Confira!

1 – As Casas Mais Extraordinárias do Mundo

Neste reality show o arquiteto Piers Taylor e a atriz Caroline Quentin viajam pelo mundo visitando casas bem diferentes. Para quem deseja conhecer lares inusitados de diversos países, este é o programa. A dupla já passou por casas curiosas na Espanha, Nova Zelândia, Índia, Noruega, Israel, entre outros países. As Casas Mais Extraordinárias do Mundo contam com três temporadas.

2 – Incríveis por Dentro

E se a sua casa fosse um circo? Ou um apartamento no estilo anos 70? Quem sabe até mesmo uma casa dos horrores? Com uma temporada de 12 episódios, o reality show Incríveis por Dentro apresenta as casas de pessoas excêntricas. Dá para conhecer o que cada um faz de inusitado com seu lar. 

3 – Da Decoração ao Makeover

Os fãs de decoração podem se inspirar com este reality show que mostra o casal Syd e Shea McGee, donos do estúdio de design de interiores Studio McGee e da loja de mobiliário McGee & Co, realizando reformas que cabem no bolso dos clientes. Cada episódio mostra pessoas adequando o lar para seus estilos de vida.

4 – Mansão de Praia

Para quem gosta de luxo e água salgada, este reality é um mergulho em grandes casas próximas ao mar. Mansão de Praia acompanha um grupo de jovens corretores tentando vender as mansões mais luxuosas do Hamptons, uma das regiões mais caras do mundo para se viver. A primeira temporada conta com seis episódios.

5 – Reforme na baixa, fature na alta

O nome desse reality show já dá uma grande dica do que será mostrado. Em cada episódio dá para conhecer casas que a princípio podem parecer casos perdidos, mas que depois de uma boa reforma mostram todo o seu potencial. Reforme na baixa, fature na alta conta com seis episódios que mostram, entre casos de casas curiosas, a transformação de uma casa de estábulo e uma casa-barco. 

6 – Movimento Tiny House

Para os admiradores e moradores de espaços pequenos, este reality mostra pequenas casas curiosas ao redor dos Estados Unidos. A cada episódio são apresentadas várias possibilidades do que pode ser feito com pouco espaço. Em um dos episódios, por exemplo, uma família tem o desafio de colocar um piano de cauda em uma casa pequena.

 

Fonte:Zap Imoveis

 

Entre em contato

Telefone

(41) 3024-6247

R. Atílio Bório, 1307 – Alto da XV, Curitiba – PR

email

lmm@lmmobras.com.br

Empresa Certificada

Conheça a LMM

SOBRE NÓS

 Nosso compromisso é executar obras com qualidade, buscando sempre a satisfação do cliente, atendendo os requisitos legais, visando à melhoria contínua e a manutenção da sustentabilidade.

© 2021- LMM Obras (LMM Construção Civil LTDA) Todos os direitos reservados.

V.1.0

Add to cart